Buscar
  • IDS

7 razões para não dar um smartphone ao seu filho!


Muitos pais nutrem a crença equivocada de que, uma vez que seus filhos tenham um smartphone, eles ainda podem controlar seu comportamento. Na realidade, é quase impossível bloquear completamente um dispositivo, sendo que a maioria dos adolescentes oculta a atividade de seus smartphones dos pais. Abaixo, citamos algumas razões que nos levam a questionar se estamos fazendo bem quando colocamos um smartphone nas mãos de nossos filhos e, o que realmente eles fazem na internet.

1. Estima-se que a idade média que uma criança vê pornografia pela primeira vez, agora é de 10 anos. Isso significa que a maioria dos jovens, meninos e meninas, agora vê pornografia de maneira fácil. Uma vez que a pornografia online é a mais acessada, oferecer smartphones aos jovens é possivelmente mais perigoso.

2. Existe uma fase para o desenvolvimento da sexualidade, da descoberta do sexo, que se dá no período da adolescência, por volta dos 16 anos. Essa nova era digital está provocando mudanças extremas nesta fase, uma sexualidade precoce que acarreta consequências severas no comportamento sexual saudável quando adulto, como dificuldade nos relacionamentos íntimos, compulsão sexual, ejaculação precoce, frigidez, falta de ereção, etc.

3. É assustador o número de adolescentes meninas que enviam fotos nuas pelo celular. Dar ao seu filho um smartphone está oferecendo a oportunidade para que isso ocorra. Não esqueça que vidas são arruinadas como resultado, pois as fotos que ficam na web são para sempre.

4. A maioria das crianças é exposta à violência sexual por pornografia na internet, novamente facilitado pelo uso de smartphones. Como consequências, eles podem experimentar o que vêem na pornografia em outras crianças mais novas, além de serem alvos fáceis de aliciadores, dificultando assim o enfrentamento da violência fazendo com que ela se perpetue.

5. A indústria pornográfica está ativamente tentando fazer com que as crianças vejam seus conteúdos. Alguns têm marcado conteúdo de pornografia, explícito ou não, com títulos de desenhos animados como “Pokémon” ou "Pequena Sereia" por exemplo, para fazer com que as crianças tropecem em seu material. Esses materiais são facilmente encontrados no YouTube. Cuidado! Seu filho pode não estar procurando pornografia, mas acredite, a pornografia certamente está procurando por seu filho.

6. Não pense que o aliciamento sexual ocorre apenas de maneira real, ele está cada vez maior no mundo virtual, facilitado pelo uso excessivo de redes sociais e aplicativos de relacionamento. Saiba como prevenir melhor aqui neste artigo.

7. Os smartphones e a sua facilidade de acesso à internet proporcionam às crianças e jovens a entrada em um primeiro ambiente sem qualquer supervisão por parte de um adulto. Hoje, eles permanecem neste "mundo alternativo" e atraente, em casa, no seu quarto, em qualquer lugar. Assim, sabemos que, rapidamente, isso se torna uma parte enorme na vida deles. Os smartphones muitas vezes eliminam o interesse de uma criança em outras atividades mais saudáveis, como leitura, recreação ao ar livre e tempo para a família.

Com estas razões, percebemos que os adolescentes, tampouco as crianças, não precisam de smartphones. Eles pensam que sim, é claro, porque querem acesso à internet e suas facilidades. Quem não gostaria de ter acesso a algo que possa responder a todas as perguntas? Mas, considerando o tremendo poder dessa ferramenta, é incrivelmente ingênuo pensar que crianças e jovens são maduros o suficiente para lidar com isso, enquanto o impacto dos smartphones em adultos (e as altas taxas de dependência de tecnologia) nos mostra que não somos capazes de descobrir como usar essa tecnologia de forma responsável.

Pense nisso e proteja nossas crianças da violência sexual infantil!

#smartphone #aliciamentovirtual #pornografia #pornografiainfantil

0 visualização

ASSINE NOSSA NEWSLETTER:

PATROCINADORES:
SIGA:
  • Instituto Desenhando Sorrisos
  • Instituto Desenhando Sorrisos

©2015 Produzido por IDS Design.